Abril id

SACAssineLoja
Revistas & Sites Apps Ofertas Últimas Notícias
10/08/2010 - 16:07 (atualizada em 10/08/2010 16:37)

Nerd mistura ciência com culinária e diz que na cozinha "tem que improvisar”

No livro "Cooking for Geeks", algo como cozinha para geeks em português, Jeff Potter mistura tecnologia e a mentalidade geek para ajudar nerdas a criar uma refeição perfeita

Rafael Bergamaschi
Capa do livro
Capa do livro "Cooking for Geeks"

O livro “Cooking for Geeks” é uma publicação que busca mesclar as características da mentalidade geek com gastronomia, juntando o melhor dos dois mundos para tentar criar uma refeição perfeita.

O autor Jeff Potter, formado em ciência da comunicação e em artes visuais, dá dicas para cozinhar utilizando ingredientes inusitados como nitrogênio líquido e gelo seco. O livro também conta com explicações técnicas e origens históricas de pratos tradicionais e formas de cozinhar.

Potter conversou com o Abril.com e contou um pouco a respeito do mundo geek e de como surgiu a ideia de escrever um livro que ensinasse nerds a cozinhar. Confira a entrevista:

O que te deu a ideia de escrever “Cooking for Geeks”?
Meus amigos, na verdade. Tenho trabalhado com algumas iniciações técnicas nos últimos dez anos, mas, mesmo antes disso, sempre que eu queria descansar do trabalho eu convidava o pessoal para jantar. Eu trabalhava em uma iniciação que não estava dando certo, quando meus amigos me convidaram para uma conferência da “O’Reilly Foo” (evento nos EUA que reúne hackers de computador anualmente), na qual fiz uma palestra sobre tecnologia na comida. Aí, como dizem, uma coisa levou a outra.

Onde você aprendeu a cozinhar?

Na minha própria cozinha. Nossa, tiveram algumas comidas horríveis no começo. Spaghetti com salmão? Frango ao molho de vinho tinto? Estas coisas podem funcionar se feitas corretamente, mas eu tive muitas refeições ruins nas quais eu não estava... Bem, vamos dizer, muito feliz com o que eu estava fazendo para os meus amigos.

Qual você diria que é a definição para geek?
A maioria das pessoas pensa em computadores quando ouvem alguém sendo chamado de geek, mas minha definição é, na verdade, muito mais ampla. Um geek é alguém que simplesmente é curioso a respeito do funcionamento de tudo. Desta forma, um cara cheio de graxa, arrumando o carro, que se interesse realmente pelo funcionamento do automóvel é um geek! Ou se você tem interesse em como fazer um café perfeito, isso o faria um geek do café.

Qual a diferença entre um cozinheiro normal e um geek?
Bem, como um geek é apenas alguém disposto a gastar um tempo para aprender sobre as coisas, um cozinheiro geek seria aquele que quer fazer mais do que apenas seguir a receita. Um cozinheiro segue exatamente o que está escrito, mas um geek fica curioso com o porquê de certas coisas serem como elas são e quer tentar algo novo, improvisar.

Qual o maior desafio que um geek precisa enfrentar antes de começar a cozinhar?
Na verdade é muito difícil imaginar o “grande quadro” do que é cozinhar. A maioria dos livros de culinária são apenas coleções que ensinam o passo-a-passo de como fazer isso, como fazer aquilo, sem nenhuma explicação. Existem alguns ótimos livros que falam sobre a ciência na comida, mas eles são mais livros de referências do que publicações para usar na cozinha. Assim sendo, em “Cooking for Geeks”, eu gastei bastante tempo pensando em todas as coisas que demoraram muito para que eu entendesse e tentei escrever um livro que combinasse ciência culinária com receitas. Queria que tivesse todas as dicas e ideias que eu gostaria de ter tido há dez anos.

Você acha que o seriado “The Big Bag Theory” fez com que ser geek fosse popular?
Para falar a verdade eu nunca tinha ouvido falar desta série, não vejo muita TV. Acho que a verdadeira popularidade da onda geek começou com a internet, o que é o motivo da palavra ainda estar muito associada com tecnologia. Com a internet, um monte de nerds de computador construiu coisas. De repente, houve este grupo de geeks da tecnologia que começou a construir coisas muito legais. Lembro quando o Altavista surgiu e quando o Google apareceu, e lembro-me de pensar: “Uau, isso é muito legal”. Mas acho que as pessoas não sabiam naquela época aonde tudo isso ia dar, na verdade acho que isso acontece até hoje. A internet muda a maneira como socializamos de uma forma impressionante. É verdadeiramente profundo, e a maioria das pessoas vai olhar para trás daqui a 20 anos e pensar: “Nossa, nem poderia imaginar”. O público em geral começa a perceber que essa coisa maravilhosa (a internet) foi produto de uma mentalidade geek.

Para finalizar, tem alguma mensagem que você gostaria de dar para os geeks brasileiros?
Quando o assunto é cozinhar, é necessário tentar. Existe um grande perfeccionismo que vem com a mentalidade geek, mas é preciso esquecer um pouco isso e apenas brincar na cozinha. Claro, entendendo como as coisas funcionam vai fazer de você um pouco nerd, mas também ajudará a cozinhar um jantar melhor, e ninguém precisa saber como você fez.

    COMPRE E BAIXE O MELHOR DO CONTEÚDO DIGITAL

      PRODUTOS DA EDITORA ABRIL SEM SAIR DE CASA

        Vá além de "apagar incêndios"

        Assista a mais vídeos de "Exame"

        Tartaruga de duas cabeças

        Confira outros vídeos de "Info"