Abril id

SACAssineLoja
Revistas & Sites Apps Ofertas Últimas Notícias
02/08/2010 - 12:38 (atualizada em 02/08/2010 12:41)

Cirurgia vaginal ajuda as mulheres a perderem a inibição no sexo

Pesquisa indica que mais de 20% da ala feminina gostaria de passar por uma cirurgia plástica na região vaginal; saiba quais são as intervenções mais requisitadas

Da Redação
A redução dos pequenos lábios vaginais, é a cirurgia íntima mais realizada no mundo - Thinkstock
A redução dos pequenos lábios vaginais, é a cirurgia íntima mais realizada no mundo

Embora seja um assunto pouco comentado, a insatisfação com a aparência da região genital é um problema que incomoda muitas mulheres. Os números chamam a atenção: de acordo com uma pesquisa do site britânico “The Good Surgeon Guide”, realizada com mil mulheres, 24% delas evitam ter relações sexuais devido ao aspecto de suas vaginas, e mais de 20% gostariam de passar por uma cirurgia plástica na área. Os procedimentos, relativamente simples e com recuperação rápida, são cada vez mais procurados no consultório dos cirurgiões plásticos, e proporcionam uma intensa melhora na qualidade de vida e no prazer sexual feminino.

As alterações genitais são, na grande maioria das vezes, genéticas ou congênitas – adquiridas antes do nascimento. “No entanto, o crescimento anormal dos pequenos e grandes lábios pode também ser fruto de alterações hormonais, como o uso contínuo de anabolizantes na vida adulta”, afirma o cirurgião plástico André Colaneri, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Segundo o profissional, esses são problemas que, hoje, podem ser resolvidos com operações muito simples, rápidas e com alta no mesmo dia.

Um dos fatores que favorecem o crescimento do número de cirurgias íntimas é o fato de o pós-operatório não ser doloroso, demandando somente a ingestão de antiinflamatórios e analgésicos comuns, e a volta ao trabalho ocorrer apenas três dias após a operação. Além disso, como os pontos não precisam ser retirados, muitas pacientes vêm de outros estados para operar e voltam para as suas cidades no dia seguinte, o que é uma grande vantagem nesse tipo de cirurgia, já que a grande maioria não revela a ninguém que será operada.

As operações de design vaginal, aliás, têm um importante impacto psicológico nas mulheres, afetando diretamente a vida sexual. “Elas se tornam mais confiantes e satisfeitas com o próprio corpo, parando de evitar relacionamentos íntimos e se sentindo mais à vontade com os parceiros”, explica o especialista. Ele ressalta que os benefícios, no entanto, não são meramente psicológicos ou estéticos, uma vez que as alterações na vagina, como o excesso de pele, podem provocar corrimento e assaduras no contato com a calcinha, gerando um ambiente propício para o surgimento de infecções dolorosas.

Colaneri, que realiza uma média de três cirurgias do tipo por semana, chama atenção, inclusive, para o fato de que o problema atinge muito mais mulheres do que se imagina. A hipertrofia dos pequenos lábios vaginais, por exemplo, é diagnosticada em uma a cada mil brasileiras. “A maior parte das pacientes tem entre 18 e 40 anos, faixa etária em que a atividade sexual é maior. Mas não há idade máxima ou mínima para operar, é preciso apenas que a mulher esteja com o corpo plenamente desenvolvido, o que, hoje em dia, já costuma acontecer por volta dos 15 anos”, diz.

As Cirurgias
Redução do Monte de Vênus
Monte de Vênus é o nome dado à região coberta de pelos acima do púbis. Batizada em homenagem à deusa do amor e da beleza, sua predominância confere um aspecto abaulado acima dos genitais. A cirurgia é indicada a pacientes com um aumento excessivo nessa região, muitas vezes visível sobre as roupas. Realizado com anestesia local, o procedimento dura em média quarenta minutos. Relações sexuais devem ser evitadas por quatorze dias após o ato cirúrgico.

Redução dos Grandes Lábios Vaginais
A cirurgia busca reduzir o comprimento dos grandes lábios, localizados na parte mais externa da vagina. O procedimento é indicado para as pacientes que apresentam excesso de pele ou flacidez na região, causando uma distorção estética da genitália. Assim como na redução do Monte de Vênus, a anestesia usada é local, e o tempo médio de duração é de quarenta minutos.

Ninfoplastia ou redução dos pequenos lábios vaginais
A Ninfoplastia, ou redução dos pequenos lábios vaginais, é a cirurgia íntima mais realizada no mundo. Os pequenos lábios localizam-se dentro dos grandes lábios e se estendem do capuz do clitóris até debaixo da vagina, envolvendo o orifício vaginal e a abertura da uretra. A cirurgia busca diminuir o seu tamanho, porém sem deixá-los pequenos demais, já que eles têm a importante função de proteger a entrada da vagina. A redução exagerada da região pode causar o ressecamento vaginal, principalmente depois da menopausa. Realizado com anestesia local, o procedimento também tem duração média de quarenta minutos.

    COMPRE E BAIXE O MELHOR DO CONTEÚDO DIGITAL

      PRODUTOS DA EDITORA ABRIL SEM SAIR DE CASA

        Vá além de "apagar incêndios"

        Assista a mais vídeos de "Exame"

        Tartaruga de duas cabeças

        Confira outros vídeos de "Info"