Abril id

SACAssineLoja
Revistas & Sites Apps Ofertas Últimas Notícias
24/09/2010 - 15:11 (atualizada em 24/09/2010 15:14)

Celebridades adotam o corte de cabelo estilo Joãozinho

Fios curtinhos e batidos na nuca voltaram à moda lá fora e no Brasil

Da Redação, com Agência Estado
Guilhermina Guinle foi uma das que adotou o corte, para estrelar em
Guilhermina Guinle foi uma das que adotou o corte, para estrelar em "Ti-ti-ti"

O cabelo estilo joãozinho ganhou popularidade internacional na década de 60, ao ser adotado pela atriz Mia Farrow. Recentemente, o corte voltou a ser hit ao fazer a cabeça de famosas como Emma Watson.

Para especialistas, o corte é atemporal e, normalmente, reflete a personalidade da mulher. "Ele volta com mais força em alguns períodos, como agora", diz o cabeleireiro Enzo Junior, do salão Theo Carías.

Por aqui, Guilhermina Guinle, no ar como a Luiza, de “Ti-ti-ti”, é alvo frequente de inspirações nos salões de beleza com sua releitura moderna do joãozinho. A atrizjá estava habituada à nuca descoberta há alguns anos. Mas foi pelas mãos do cabeleireiro Wanderlei Nunes, do Studio W, que Guilhermina tornou-se dona de um dos looks mais comentados entre os telespectadores da novela.

O curtinho da atriz – na cor classificada como "louro cinza escuro", com mechas largas e douradas – apareceu em quinto lugar como o mais pedido no Top 10 da Central de Atendimento da Globo no mês passado. Wanderlei Nunes conta que o cabelo de Guilhermina, raspado por baixo, é "meio anos 1980", inspirado no new wave. "Possui bastante mobilidade e vai do clássico ao ousado, depende de como é arrumado. Posso fazer uma franja rockabilly ou Twiggy que fica ótimo", garante.

As brasileiras aprovam esse tipo de corte quando veem uma personalidade adotá-lo, mas falta-lhes coragem para fazer o mesmo, revelam os especialistas. "É que, para elas, a sensualidade e a feminilidade ainda estão muito ligadas ao comprimento de cabelo. Mas, geralmente, quem corta uma vez, acaba mantendo o tamanho", analisa Enzo Junior.

Para o cabeleireiro Guto Ferraz, da equipe C.Kamura, as brasileiras estão começando a gostar dos mais curtos. Mas ainda estão longe de adotar o curtíssimo joãozinho. "Aos poucos, os cabelos por aqui estão encurtando. As mulheres estão começando a se acostumar com os fios na altura dos ombros", afirma Ferraz.

Uma pena, opinam os especialistas. Segundo eles, o corte joãozinho é a cara do Brasil: fresco, prático e versátil. Além disso, é tão feminino quanto o longo. "Basta mudar a forma de pentear para se obter um look exótico ou mesmo clássico", sugere o cabeleireiro do C.Kamura.

    COMPRE E BAIXE O MELHOR DO CONTEÚDO DIGITAL

      PRODUTOS DA EDITORA ABRIL SEM SAIR DE CASA

        Vá além de "apagar incêndios"

        Assista a mais vídeos de "Exame"

        Tartaruga de duas cabeças

        Confira outros vídeos de "Info"