Abril id

SACAssineLoja
Revistas & Sites Apps Ofertas Últimas Notícias
Notícias
22/04/2010 - 18:52 (atualizada em 22/04/2010 19:12)

Chineses superam bloqueio para acessar pornografia

Página no Twitter de atriz pornô japonesa, Aoi Soila, fez com que 15 mil chineses burlassem a censura chinesa para ter acesso

Da Redação
Tamanho do textoA+A-
Aoi Soila, a atriz japonesa responsável pelo frenesi chinês
Aoi Soila, a atriz japonesa responsável pelo frenesi chinês

Nas últimas semanas, milhares de chineses superaram a censura chinesa na internet, mas engana-se quem pensa que o conteúdo buscado seja de sites sobre a democracia, sobre direitos humanos, ou a respeito da independência de Taiwan. O que os incentivou a quebrar as barreiras foi a atriz pornô japonesa, Aoi Soila. A notícia foi dada pelo “Aol News”.

A atriz em questão, Aoi Soila, lançou uma página no Twitter, no final de Março, o que deixou seus fãs chineses ávidos pelo contato mais próximo com a beldade. Só que a ferramenta de comunicação é proibida no país.

Vibrador anal leva polícia a evacuar delegacia na Califórnia

A própria atriz estranhou o assédio, questionando pelo Twitter: “O que gerou tanta discussão a meu respeito na China? O que aconteceu?”

Os chineses estão distribuindo entre eles, softwares , que burlam o sistema de censura chinês. 15 mil chineses já acessaram a página.

A constatação demonstra a facilidade com que se consegue passar pelo controle chinês, e ilustra, também, o tipo de conteúdo que incentiva as pessoas a fazerem isso.

“Na China você pode acessar o que quiser na internet, basta querer muito”, é o que afirma o especialista em web, David Wolf.

Em virtude da popularidade em alta no império chinês, a atriz já começou a fazer aulas de mandarim para ter um contato mais próximo com os fãs.

A coordenadora de estudos sexuais, da Universidade Central de Taiwan, Josephine Ho, disse que a grande procura pelo Twitter de Aoi, reflete o forte controle sexual no país.

“A razão de tanta busca é porque o sexo, e as informções sobre o assunto são muito controladas em toda a China”, disse Ho. “É difícil encontrar conteúdo sexual no país, e o Japão tem uma sofisticada indústria pornográfica”.

Leia mais notícias de Mulher
Leia mais notícias de Amor e Sexo

Ofertas

 

Assinaturas


Assine

AbrilSAC

Clube do Assinante

iba clube

Grupo Abril


Sobre Abril

Trabalhe Conosco

Anuncie

Classificados

Outros Sites


Brasil Post

Revistas e Sites

Vitrine de Ofertas