Abril id

SACAssineLoja
Revistas & Sites Apps Ofertas Últimas Notícias
Notícias
27/01/2009 - 11:36 (atualizada em 27/01/2009 13:25)

Veja como conseguir um emprego de professor de idiomas

Escolas de línguas costumam abrir processos seletivos no início dos semestres

Rachel Bonino
Tamanho do textoA+A-

Se você se interessa e tem fluência em outra língua, saiba que o mês de janeiro é um ótimo período para mandar currículos para as escolas de idiomas. É a época em que as empresas começam os processos seletivos para recrutamento de professores de línguas.

A Cultura Inglesa, por exemplo, recebe até o final de janeiro currículos para preencher 60 vagas espalhadas pelas unidades de São Paulo, Santos, Santo André, Guarulhos e São José dos Campos. Já a rede Fisk está com o processo seletivo aberto neste mês em 24 unidades do estado de São Paulo para os cargos de professor de português, inglês, espanhol e auxiliar de laboratório.

Embora prefiram selecionar os candidatos com curso superior em letras, a maioria das escolas também considera os currículos do interessado sem diploma, que tenha no mínimo 18 anos e que tenha fluência na língua estrangeira. Melhor se o candidato apresentar resultados positivos em exames de proficiência na língua estrangeira, como o TOEFL (Test of English as a Foreign Language). Se o interessado os tiver, ficará mais bem colocado na seleção.

Saber trabalhar em grupo e ser comunicativo também são pré-requisitos fundamentais que todas as escolas, independentemente do tamanho, exigem: "É preciso também que o profissional goste de lidar com pessoas e seja extrovertido", explica Elvio Peralta, diretor de ensino da Fisk. O suporte a quem está aprendendo tem de ser incondicional: "Ele precisa topar o compromisso de apoiar integralmente o aluno", diz Edna Pavoni, gerente de recursos humanos da rede Cel-Lep.

Confira abaixo os pré-requisitos exigidos por algumas das importantes escolas de idiomas do país:

Grupo Multi - grupo que reúne as escolas:
Wizard (tem mais de 1,2 mil escolas no Brasil, além de unidades nos Estados Unidos, Japão, Irlanda, Inglaterra e Paraguai);
Alps (mais de 130 escolas);
People (mais de 100 unidades; oferece cursos profissionalizantes e também de idiomas);
Skill (cerca de 300 escolas);
Yeski (mais de 80 escolas).

O grupo normalmente contrata no início de cada semestre, portanto, em janeiro e julho. O interessado precisa ter, preferencialmente, o diploma de pedagogia ou letras. Mas existem muitos casos em que o domínio de uma língua é suficiente para ser contratado. Se o candidato tiver algum exame de proficiência em inglês no currículo, conta bastante. Outro pré-requisito importante é ter experiência no exterior.

Recebendo por hora-aula, a média salarial de um professor da rede varia entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil para 44 horas semanais. Os benefícios oferecidos variam de franqueado para franqueado, mas, geralmente, as escolas oferecem o básico para qualquer trabalhador, como vale-transporte, vale-refeição e plano de saúde.

Contato: Os candidatos podem cadastrar seus currículos nos sites das empresas do grupo: Wizard, Skill, Alps, Yeski e People

FISK
Mil unidades, com 895 no Brasil (31 escolas próprias e 864 franqueadas) e 105 no exterior (82 na Argentina, duas no Paraguai, cinco nos Estados Unidos, uma na África e 15 no Japão)

A seleção é semestral, com recrutamento de professores em janeiro e julho. A condição obrigatória é que o candidato tenha fluência no idioma, seja por conta de um estudo ou vivência no exterior ou por um bom curso feito no Brasil. A formação em letras ou tradução é sempre um diferencial. Na Fisk, os interessados passam por duas “peneiras”. Na primeira triagem, as qualificações do candidato são avaliadas pela análise do currículo e por um teste oral e escrito, que mede a fluência. Na segunda, verifica-se o desempenho do interessado após um curso preparatório de uma semana em que ele teve contato com o material e a metodologia da rede.
Os professores da Fisk recebem por hora-aula, cujo valor gira em torno de R$ 15.

Além dos benefícios convencionais (cesta básica, vale-transporte, convênio médico), a rede também oferece bolsa integral caso o profissional queria fazer outro curso (exemplo: um professor de inglês tem bolsa integral para fazer um curso de espanhol e vice-versa). Depois de um determinado tempo de casa, o profissional também pode pleitear uma bolsa para faculdade.

Contato: Os interessados devem encaminhar currículos para ri@fisk.com.br 

Ofertas

 

Assinaturas


Assine

AbrilSAC

Clube do Assinante

Grupo Abril


Sobre Abril

Fale Conosco

Trabalhe Conosco

Anuncie

Licensing

Classificados

Outros Sites


iba

Brasil Post

Revistas e Sites

Vitrine de Ofertas