Ruas de compras especializadas em São Paulo
| Um baile de outrora |

Calçados populares
Rua Cavalheiro (Brás)
São mais de 50 lojas. Algumas delas só vendem por atacado. Estacionamento livre na rua e nos arredores. O horário médio de funcionamento é de 2ª a 6ª, das 8h às 18h; e aos sábados, das 8h às 13h (algumas lojas não abrem aos sábados).

Confecções
Rua José Paulino (Bom Retiro)
Especializadas em moda feminina, as 2 mil confecções vendem no atacado e no varejo. É preciso paciência: nem sempre há provadores ou é possível fazer trocas. Alguns comerciantes, a maioria de origem coreana, são especialistas em cópias de grifes famosas. Há também boas confecções que fabricam para grandes grifes. Uma dica é levar peças de seu guarda-roupa que sirvam de modelo para comparar o tamanho da cintura e o comprimento da perna. Zona azul e estacionamentos são pagos. O horário médio de funcionamento é de 2ª a 6ª, das 8h às 18h; aos sábados, das 8h às 13h. A estação de metrô mais próxima é a Luz.

Couro - calçados, bolsas e acessórios
Rua do Arouche, entre a Rua Aurora e o Largo do Arouche (Centro).
Zona Azul e estacionamentos pagos. O horário médio de funcionamento é de de 2ª a 6ª, das 9h às 19h; aos sábados das 9h às 14h.

Jóias e acessórios em ouro e prata
Rua Barão de Paranapiacaba (Centro)
A "rua do Ouro" vende em mais de cem lojas anéis, brincos, pulseiras e colares. A maior parte das lojas dela fica dentro dos prédios antigos da rua. É difícil estacionar nos arredores. Pode-se chegar de metrô (Estação da Sé). O horário médio de funcionamento é de de 2ª a 6ª, das 8h às 18h; e aos sábados, das 8h às 13h.

Vestidos de Noiva
Rua São Caetano, entre a Av. Tiradentes e Rua Djalma Dutra (Luz)
Vestidos, véus, grinaldas, buquês, tiaras, sapatos, chapéus e luvas. Se nhenhuma peça agradar, pode-se encomendar um figurino sob medida em uma das mais de cem lojas. De 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Aos sábados, das 8h às 16h --após esse horário, só com hora marcada.

Calçados
Av. Bem-te-vi (Moema)
Antes conhecidas apenas como pontas de estoque, as sapatarias hoje vendem também lançamentos, sem perder a tradição de preços baixos. Sapatos, bolsas e cintos de boa qualidade podem ser encontrados em quatro lojas da avenida. Vale também dar uma volta nos arredores.

Os endereços mais caros da cidade
Jardins e Vila Nova Conceição
Até os anos 60, a rua Augusta reinava absoluta em São Paulo com as principais marcas, pontos de encontro, e espaços de badalação A construção do Shopping Iguatemi, em 1966, começou a roubar o brilho da Augusta. Lojas populares passaram a ocupar os pontos mais valorizados. As melhores butiques resolveram migrar para a transversal, até então uma simpática rua residencial, e a Oscar Freire virou um dos centros de compras mais badalados de São Paulo, reunindo o maior número de grandes marcas da América Latina: Kenzo, Fendi, Giorgio Armani, Gianni Versace, Montblanc, Cartier, Louis Vuitton, entre outras. A rua tem apenas uma concorrente à altura. Na Vila Nova Conceição está a butique mais exclusiva da cidade, a Daslu. Nos 9 500 metros quadrados esparramam-se 200 mil peças de roupa de alta qualidade.




Quem faz a moda em São Paulo
A São Paulo Fashion Week
Ruas de Compras Especializadas em São Paulo
Escolas e faculdades de moda em São Paulo