Arquivo

Textos com Etiquetas ‘lótus’

Homens também podem adotar a posição de lótus

23, julho, 2010 4 comentários
Fotos: Arte Abril.com

Fotos: Arte Abril.com

No dia 25 de junho publicamos no blog um resumo sobre o uso da ioga para melhorar o desempenho no sexo – relembre: Posições do Kama Sutra lembram as da ioga. Na ocasião, falamos de uma posição em que as mulheres adotam a famosa pose de lótus – sentada e com as pernas cruzadas – e que também pode ser adotada pelos homens.

Para experimentar esta novidade, vale procurar uma superfície dura, como a mesa ou o chão. Para realizá-la, a mulher deve colocar-se sobre o seu companheiro, posicionando as coxas nas laterais do seu corpo. O parceiro mantém as pernas esticadas e, aos poucos, passa a cruzá-las em torno do bumbum da parceira.

Quem domina o movimento nesta posição, chamada “Medusa”, é a mulher. O homem pode ajudá-la a manter o ritmo, movimentando a companheira ao pegá-la pela cintura.

Para alguns homens a posição de lótus pode ser incômoda, já que as pernas ficam flexionadas por um tempo. Neste caso, o melhor é esticá-las periodicamente. Mas, com a prática, a comodidade aumenta junto com o prazer.

*Fonte: “101 Posições Sexuais”, de Sofia Capablanca, da Ed. Marco Zero

Tudo sobre sexo no Abril.com
Mais sobre posições sexuais no Abril.com

Posições do Kama Sutra lembram as da ioga

25, junho, 2010 6 comentários
Foto: Arte Abril.com

Foto: Arte Abril.com

Praticar ioga ajuda o corpo a ficar mais flexível e, consequentemente, pode melhorar o desempenho na cama. Algumas posições do Kama Sutra inclusive têm clara semelhança com exercícios feitos na ioga.

Uma delas é conhecida como “Armadilha da Cobra”, que também lembra a famosa “posição de lótus”, usada na ioga para meditar. Só que, neste caso, ela é feita a dois – e sem roupa.

Para experimentar a sequência com o(a) parceiro(a), quem deve ficar na posição de lótus é a mulher, enquanto se senta no colo do parceiro, penetrando-o vagarosamente. Caso as pernas dobradas incomodem, é possível esticá-las, como na imagem acima.

O ponto alto desta posição é que a mulher pode experimentar uma sensação diferente na transa: é como se a sua vagina estivesse mais elevada, aumentando a superfície que faz contato com o corpo masculino.

No começo pode haver incômodo, principalmente se a parceira não tiver muita flexibilidade. Mas, com o tempo e a prática, a posição vai se tornando mais fácil.

Porém, um inconveniente deve ser ressaltado: a penetração não será tão profunda. Mas isso é compensado pelas sensações novas que a própria posição produz para a mulher e para o homem, já que os músculos da vagina ficam mais tensos.

*Fonte: “101 Posições Sexuais”, de Sofia Capablanca, da Ed. Marco Zero

Tudo sobre sexo no Abril.com
Mais sobre posições sexuais no Abril.com