Arquivo

Textos com Etiquetas ‘lippi’

Técnico da Itália diz que vai observar o atacante Amauri


(Amauri – Foto: Getty Images)

O técnico Marcello Lippi, da Itália, disse que irá começar a observar Amauri, depois que o atacante brasileiro da Juventus obteve a cidadania italiana. Depois de um longo período, o jogador teve a sua documentação legalizada na segunda-feira.

“A partir de hoje vou começar a seguí-lo, mas não há nenhuma garantia de que ele vai ser convocado [para a Copa do Mundo]“, afirmou Lippi, nesta terça-feira.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Amauri, de 29 anos, tem enfrentado dificuldades para apresentar um bom futebol neste ano, tendo marcado apenas cinco gols no Campeonato Italiano, depois de ter feito 27 nas duas temporadas anteriores.

Lippi revelou que fala “muitas vezes” com Francesco Totti, capitão da Roma, que tem insinuado a possibilidade de voltar a defender a Itália, depois de ter se aposentado da seleção após a disputa da Copa do Mundo de 2006. (Fonte: Agência Estado)

Totti ainda não conversou com Lippi sobre volta à seleção


Foto: Getty Images

Francesco Totti pode voltar a defender a seleção italiana. Porém, o camisa 10 da Azzurra na Copa do Mundo em 2006 (quando o time conquistou o tetracampeonato) ainda não conversou com o técnico Marcello Lippi sobre o assunto e diz que ainda tem que melhorar fisicamente.

“Eu não sei se vou, porque eu não falei com (Marcello) Lippi, o treinador italiano. Também estou preocupado com minha forma física”, afirmou o meia-atacante da Roma para o jornal francês L’Equipe. “Então ele iria ver se o time precisa de mim. Isso é uma um processo, há muitas coisas a considerar”, completou o jogador.

Aos 33 anos, Totti segue como ídolo maior da Roma. No início deste ano, o jogador ganhou a companhia de Luca Toni no Gialorossi, outro que sonha em disputar a Copa do Mundo da África do Sul após ser campeão em 2006. Nome certo nesta convocação, o meio-campista Daniele De Rossi é outro atleta da Azzurra que joga na equipe romana.

Pela seleção italiana, Totti participou das Copas de 2002 e 2006, além das Eurocopas de 2000 e 2004. Em meados de 2007, o jogador alegou não conseguir conciliar jogos da seleção e do clube e por isso pediu para o então técnico Roberto Donadoni, que não tinha ótimo relacionamento com vários jogadores, para não ser mais convocado. Com a volta de Marcello Lippi, o treinador até 2006, ao comando, o camisa 10 começou a reconsiderar sua decisão. (Fonte: Gazeta Press)

Lippi elogia Balotelli e diz que seguirá observando Amauri

1, março, 2010 1 comentário


(Balotelli, atacante da Internazionale de Milão – foto: Reuters)

Deixados de fora da lista italiana para o amistoso contra Camarões, nesta quarta-feira, em Monaco, os atacantes Balotelli, da Internazionale de Milão, e Amauri, da Juventus, vivem situações distintas sob a ótica do treinador Marcelo Lippi.

Para o comandante da Azzurra, os dois têm chances de estar entre os convocados para a Copa da África do Sul, mas, no momento, o favorito para brigar por um lugar com Antonio di Natale (Udinese), Fabio Quagliarella (Napoli), Giampaolo Pazzini (Sampdoria) e Marco Borriello (Milan) é o garoto da líder do Campeonato Italiano.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

“Balotelli é decisivo e já mostrou isso com a seleção sub-21. Estão construindo um caminho para ele crescer na Inter e acredito que será muito útil à equipe nacional principal no futuro”, apostou.

Sobre Amauri, que voltou à boa fase na Juve, mas ficará um mês fora dos gramados por conta de uma lesão muscular, Lippi foi cético: “Não vou falar ainda do Amauri, pois seu passaporte chegará somente na quarta-feira e só então ele se tornará italiano”, lembrou.

“O que posso dizer é que ele seguirá em observação, como também estão (Luca) Toni, Gilardino e Rossi”, concluiu, citando três outros atacantes ausentes da lista mais recente, mas que ainda têm esperanças de jogar o Mundial. (Fonte: Gazeta Press)

Capello diz que gostaria de encarar a Itália na final

10, fevereiro, 2010 Sem comentários


(Lippi x Capello – fotos: Getty Images)

O italiano Fabio Capello, técnico da Inglaterra, afirmou nesta quarta-feira que gostaria de enfrentar a seleção de seu país na Copa do Mundo da África do Sul. E de preferência, em uma eventual decisão.

O desejo de Capello é coincidente com o de Lippi, treinador da Itália. Na semana passada, ele falou que gostaria de se confrontar com a Inglaterra de Capello em uma hipotética decisão.

“Gostaria de ver uma decisão entre Itália e Inglaterra, como disse (o técnico da seleção italiana Marcello) Lippi, que tenho boa convivência”, disse Capello na Universidade de Parma, numa conferência para estudantes.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Mas apesar do desejo de reencontrar a seleção de seu país, Capello não quer voltar a treinar na Itália. “Trabalhar na Itália? Não, é muito melhor na Inglaterra ou na Espanha. Quando você olha a diferença nos três países, você começa pensando pelos estádios. Na Itália, eles não são dos clubes e isso pra mim é fundamental”, avaliou.

A polêmica sobre John Terry, que se envolveu num escândalo sexual e perdeu o posto de capitão da seleção inglesa, foi ironizada pelo treinador. “Estou muito ocupado com a Copa do Mundo e… com John Terry”.

Lippi diz que gostaria de fazer final com Capello

5, fevereiro, 2010 Sem comentários

Marcelo Lippi alcançou a maior glória possível para um treinador de futebol no ano de 2006, quando comandou a Itália na conquista da Copa do Mundo da Alemanha. Entretanto, o técnico externou nesta quinta-feira o seu sonho para este ano: enfrentar a Inglaterra, dirigida pelo também italiano Fabio Capello, na decisão do Mundial da África do Sul.

“Sonhando um pouco, como fiz da última vez ao falar que ganharia o mundial de 2006, seria uma final linda entre Itália e Inglaterra. Gostaria de ver como Fabio Capello reagiria quando o hino italiano fosse tocado. Eu realmente gostaria de ver”, afirmou Marcelo Lippi, que deixou o comando da Azzurra após a vitória na Alemanha, mas retornou ao posto após a fraca campanha da equipe na Eurocopa 2008, substituindo Alberto Donadoni.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Político nas declarações, Lippi elogiou o trabalho do compatriota à frente do English Team. “É normal se esperar resultados positivos de um time treinado por Capello. Ele tem personalidade, carisma e uma capacidade de formar equipes realmente sólidas. Naturalmente, classificar é uma coisa e a Copa do Mundo é outra.”

Defensora do título mundial, a Itália iniciará sua trajetória na África do Sul no dia 14 de junho, quando terá pela frente o Paraguai. Completam o grupo F a Nova Zelândia, que retorna à Copa do Mundo após 28 anos, e a Eslováquia, uma das surpresas nas Eliminatórias Europeias.

A pouco mais de cinco meses do início do torneio, Lippi revelou ter grande parte do elenco italiano já definido. “Na minha cabeça eu já tenho cerca de 70 por cento do time, 16 ou 17 jogadores garantidos. Há umas seis vagas ainda em disputa no time”, garantiu.

Antes do Mundial, a Itália volta a campo no próximo dia 3 diante de Camarões, em amistoso que será realizado em Monte Carlo. Dois dias depois, a tetracampeã mundial enfrenta a Suíça, em Genebra. (Fonte: Gazeta Press)

Fora desde 2006, Totti aceitaria voltar à seleção italiana

2, janeiro, 2010 1 comentário


(Totti não joga pela seleção desde a final da Copa de 2006 – Foto: Getty Images)

O atacante Francesco Totti, um dos principais jogadores italianos da década, pode reforçar a seleção tetracampeã mundial na Copa do Mundo deste ano. Neste sábado, ele falou que ainda não descartou participar do evento, e disse que está à disposição do técnico Marcelo Lippi.

“Vou decidir sobre isso em abril. Se Marcello Lippi me convocar, eu estiver em forma e os outros jogadores me quiserem no grupo, eu irei”, disse Totti em entrevista ao jornal La Republicca.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

O jogador não defende a seleção italiana desde a final da Copa do Mundo de 2006, quando viu a equipe sagrar-se campeã pela quarta vez. Depois daquele Mundial, ele anunciou que não jogaria mais pela Azzurra.

Totti chegou a voltar atrás em sua decisão, mas não foi convocado pelo então treinador Roberto Donadoni. Em 2007, ele anunciou novamente que seu ciclo na equipe havia chegado ao fim.

Entretanto, o clamor da imprensa e dos torcedores – além da possibilidade de ser bicampeão – podem fazer o Veterano de 33 anos vestir novamente a camisa azul. (Fonte: Gazeta Press)

Lippi convoca seleção italiana e mantém base

4, outubro, 2009 22 comentários

O técnico Marcello Lippi optou por manter a base da Itália para os últimos jogos da seleção pelas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2010. Os atuais campeões mundiais visitam a Irlanda, em 10 de outubro, em Dublin, e quatro dias depois recebem o Chipre em Parma.

A seleção italiana lidera o Grupo 8, com quatro pontos de vantagem para a Irlanda, e precisa de apenas um empate em Dublin para garantir presença no Mundial da África do Sul. O capitão Fabio Cannavaro vai perder este jogo, já que cumprirá suspensão automática, mas retornará contra o Chipre.

O volante Gennaro Gattuso, do Milan, retorna depois de ficar fora das partidas contra Geórgia e Bulgária. Na defesa, Salvatore Bocchetti, do Genoa, e Alessandro Gamberini, da Fiorentina, foram premiados com a convocação, depois de começarem bem o Campeonato Italiano.

Lippi voltou a convocar os mesmos cinco atacantes da última lista. E Antonio Di Natale vive a expectativa de ser titular da seleção, depois de marcar nove gols nas sete primeiras rodadas do Campeonato Italiano.

Confira a relação de jogadores convocados para defender a seleção italiana:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Morgan De Sanctis(Napoli), Federico Marchetti (Cagliari).

Defensores: Fabio Cannavaro (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Gianluca Zambrotta (Milan), Fabio Grosso (Lyon), Nicola Legrottaglie (Juventus), Davide Santon (Inter de Milão), Salvatore Bocchetti (Genoa), Alessandro Gamberini (Fiorentina).

Meio-campistas: Gaetano D’Agostino (Udinese), Angelo Palombo

(Sampdoria), Mauro Camoranesi (Juventus), Daniele De Rossi (Roma), Simone Pee (Udinese), Andrea Pirlo (Milan), Claudio Marchisio (Juventus) Gennaro Gattuso (Milan).

Atacantes: Antonio Di Natale (Udinese), Alberto Gilardino (Fiorentina), Vincenzo Iaquinta (Juventus), Giuseppe Rossi

(Villarreal), Fabio Quagliarella (Napoli).