Arquivo

Textos com Etiquetas ‘adriano’

Ronaldo se solidariza com Adriano no Twitter

O atacante Ronaldo dependia de um “milagre” para ser convocado para a Copa do Mundo da África do Sul, como ele mesmo definiu. Mas estava torcendo para que alguns colegas fossem chamados por Dunga, entre eles Adriano, Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Paulo Henrique Ganso. Em seu Twitter (www.twitter.com/claroronaldo), o corintiano manifestou apoio aos amigos.

“Minha solidariedade para todos que ficaram fora. Força Adriano!”, escreveu Ronaldo, que enfrentou recentemente o seu parceiro de ataque no Mundial de 2006. O Flamengo de Adriano eliminou o Corinthians da Copa Libertadores da América.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Na véspera da convocação, Ronaldo já havia adiantado que discordava do posicionamento de Dunga nos últimos amistosos. Mas começou a se conformar: “Óbvio que todos têm a sua preferência Resta torcer e acreditar no Dunga…”.

Ronaldo prometeu atualizar o seu Twitter após o treinamento do Corinthians, na tarde desta terça-feira, no Parque São Jorge. A ferramenta foi criada através de um patrocínio acertado pelo atacante.

Fonte: Gazeta Press

“Corte” de Adriano deixa Kaká como órfão do quadrado mágico


(Kaká foi quem sobrou do ‘quadrado mágico’ – foto: Reuters)

O “corte” de última hora de Adriano deixou o meia-atacante Kaká como único remanescente do “quadrado mágico” da Copa de 2006. A convocação de Dunga para o Mundial da África do Sul, nesta terça-feira, confirmou a reformulação pretendida assim que ele assumiu o cargo de técnico da seleção brasileira.

Dos demais integrantes do “quadrado mágico”, Adriano ficou fora por causa de seus seguidos problemas pessoais nos últimos meses. Enquanto Ronaldinho Gaúcho foi “cortado” pelo mau desempenho que teve com a camisa da seleção no ano passado, Ronaldo alimentou um pouco de esperança, mas que foi perdida com a má forma física.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

O “quadrado mágico” foi uma das marcas da equipe de Carlos Alberto Parreira na Alemanha, O ex-treinador pretendia montar uma equipe de grande poder ofensivo, mas que não demonstrou o entrosamento necessário para engrenar no Mundial.

E a má forma física de jogadores como Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho foi, na época, considerado um dos motivos pelo fracasso e pelo vexame da seleção. A equipe canarinho foi irregular na primeira fase e acabou eliminada nas quartas-de-final diante da França de Zidane ao perder por 1 a 0.

Só quatro jogadores titulares da Copa do Mundo de 2006 estão na lista de Dunga para o Mundial de 2010, na África do Sul. Os zagueiros Lúcio e Juan, o volante Gilberto Silva e o meia-atacante são os remanescentes da equipe que foi dirigida por Carlos Alberto Parreira.

O grupo brasileiro de 2006 ainda repetiu outros quatro nomes na convocação divulgada nesta terça-feira por Dunga. O goleiro Júlio César e o atacante Robinho eram reservas na época e ganharam vaga de titular. O lateral-esquerdo Gilberto e o zagueiro Luisão devem permanecer como opção no banco de reservas.

Alguns jogadores presentes em 2006 já nem reuniam chance de convocação. São os casos dos goleiros Dida e Rogério Ceni, do lateral Cafu, dos volantes Emerson, Zé Roberto e Mineiro e dos meias Juninho Pernambucano e Ricardinho.

Outros sete nomes teriam condições de serem lembrados e, em algum momento, demonstraram alguma esperança. São eles os laterais Roberto Carlos e Cicinho, o zagueiro Cris, o meia Ronaldinho Gaúcho e os atacantes Adriano, Fred e Ronaldo.

Jornal italiano destaca Ronaldinho, Pato, Diego e Adriano fora

O jornal italiano Gazzetta dello Sport destacou como sua foto principal a exclusão dos brasileiros Ronaldinho, Pato e Diego, todos atualmente na Itália, e de Adriano, hoje no Flamengo, fora da seleção brasileira. Sem grandes críticas, o diário também falou sobre Neymar e Ganso, que também não estão na lista de Dunga. 

Júlio César, Maicon e Lúcio, da Internazionale de Milão, Doni, Juan e Júlio Baptista, da Roma, Thiago Silva, do Milan, e Felipe Melo, da Juventus, são os jogadores que atuam na “Terra da Bota”, que ganharam destaque por parte do jornal. 

“Tentamos de tudo”, diz Dunga sobre ‘corte’ de Adriano


(Adriano – Foto: Getty Images)

O técnico da seleção brasileira Dunga justificou, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, a ausência de Adriano da lista de 23 convocados para a Copa do Mundo de 2010 falando sobre situações ocorridas no passado.

O treinador comentou que gosta muito do atacante do Flamengo, mas que algumas situações fizeram com que o jogador ficasse fora da lista.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

“Nós tentamos de todas as formas, tentamos elevar a auto-estima dele, a moral. Mas algumas situações foram se repetindo e chegou a hora de tomar a decisão”, afirmou Dunga, que sempre demonstrou pouca tolerância com problemas de indisciplina.

O último momento de Adriano na seleção brasileira foi no amistoso contra a Irlanda, em março, em Londres. Ele saiu jogando por causa de lesão de Luís Fabiano, mas não rendeu o esperado.

Na sequência, só se afundou no Flamengo. Passou por problemas pessoais, brigou com a noiva, reatou e teve desempenho abaixo até de seu companheiro Vagner Love.

No fim, essa série de problemas tirou Adriano da seleção, mesmo com a vantagem da jogada aérea, e deu vaga a Grafite, que havia substituído o jogador do Flamengo no amistoso contra a Irlanda.

Adriano está fora da seleção; Gomes é a novidade na lista de Dunga


(Adriano foi preterido por Dunga na convocação final para a Copa – foto: Vipcomm)

Dunga convocou nesta terça-feira os 23 jogadores que vão tentar o hexacampeonato pelo Brasil na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. A grande surpresa fica por conta de Grafite, do Wolfsburg. O atacante ocupa a vaga de Adriano, do Flamengo, que vive má fase dentro e fora dos campos do Flamengo.

Ronaldinho Gaúcho, aclamado por grande parte do povo e da mídia, também acabou não chamado, assim como os garotos da Vila Belmiro, Paulo Henrique Ganso e Neymar.

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Na zaga, a quarta vaga que era disputada por Thiago Silva, do Milan, e Miranda, do São Paulo, ficou com o atleta do time italiano. Kléberson, do Flamengo, acabou sendo confirmado apesar de toda a dúvida.

A lateral esquerda, que também era outra grande dúvida durante toda a trajetória de Dunga, será ocupada por Michel Bastos, do Lyon, e Gilberto, do Cruzeiro.

Os sete jogadores que completarão o grupo para eventuais problemas com contusão serão divulgados na parte da tarde desta terça-feira no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Confira a lista completa:

Goleiros
Júlio César – Internazionale de Milão (ITA)
Doni – Roma (ITA)
Gomes – Tottenham (ING)

Laterais
Maicon – Internazionale de Milão (ITA)
Daniel Alves – Barcelona (ESP)
Michel Bastos – Lyon (FRA)
Gilberto – Cruzeiro

Zagueiro

Lúcio – Internazionale de Milão (ITA)
Juan – Roma (ITA)
Luisão – Benfica (POR)
Thiago Silva – Milan (ITA)

Meio-campo
Gilberto Silva – Panathinaikos (GRE)
Felipe Melo – Juventus (ITA)
Josué – Wolfsburg (ALE)
Kléberson – Flamengo
Ramires – Benfica (POR)
Elano – Galatassaray (TUR)
Kaká – Real Madrid (ESP)
Júlio Baptista – Roma (ITA)

Atacantes

Luís Fabiano – Sevilla (ESP)
Robinho – Santos
Nilmar – Villarreal (ESP)
Grafite – Wolfsburg (ALE)

Perto da convocação, quem pode surpreender na seleção?

A convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2010 está chegando, e Dunga mantém o discurso de “grupo fechado”. O trabalho realizado por ele nos últimos quatro anos serviu para definir a base que foi utilizada no último amistoso, em março, contra a Irlanda. Mas como elegeu jogadores que vêm sendo questionados, e o futebol brasileiro apresentou a ele novas opções neste ano, o Abril.com listou como estão as brigas finais para ir à Copa. Confira, então, quem pode cair do grupo, os favoritos a ganhar vaga de última hora e os que correm por fora.

ELES PODEM CAIR DA SELEÇÃO

Gilberto (Cruzeiro)
O lateral-esquerdo voltou à lista de Dunga na reta final da preparação para a Copa do Mundo. Mas porque o treinador ainda não se cansou de fazer testes no setor. A vaga de titular está encaminhada para Michel Bastos. Para a reserva, o cruzeirense parece ser o preferido, mas tem a concorrência de Kléber e André Santos. Como nenhum deles ainda convenceu o comandante, é possível até que Dunga leve só um jogador para a posição.

Kleberson (Flamengo)
É um jogador irregular e que ultimamente vive mais em baixa. No primeiro jogo do duelo contra o Corinthians, pela Libertadores, não foi nem relacionado para o banco de reservas. Na segunda partida, porém, entrou no segundo tempo e foi decisivo para a classificação do Flamengo. Tem a seu favor a experiência de já ter disputado uma Copa do Mundo, mas nunca foi uma figura constante nas convocações de Dunga. Para complicá-lo, joga em uma das posições mais fartas da seleção.

Adriano (Flamengo)
O problema dele é exclusivamente fora de campo. Mas que vem interferindo em seu desempenho. Neste ano, vem jogando pouco e já ficou fora de partidas decisivas. Na final da Taça Rio, por exemplo, perdeu um pênalti, selando o título do Botafogo. Tem a seu favor a jogada aérea e o vigor físico que não são encontrados em outros jogadores, mas o fato de viver problemas pessoais pode minar a confiança de Dunga, que está priorizando a disciplina no grupo.

OS FAVORITOS DE ÚLTIMA HORA

Paulo Henrique (Santos)
Roubou de Neymar o maior clamor do país para ser convocado para a seleção. Nas últimas semanas, o que mais se ouviu dele é a seguinte expressão: “joga muita bola”. Tem o estilo que não se encontra no grupo de Dunga pela categoria com a perna canhota e a facilidade de encontrar companheiros livres para fazer gols. Além disso, também já apresentou faro de goleador e dá grande contribuição à marcação em uma equipe que prioriza o jogo ofensivo.

Grafite (Wolfsburg-ALE)
Não está em seu auge. O melhor momento dele aconteceu na temporada 2008-2009, quando foi artilheiro do Campeonato Alemão. Ele já estava esquecido, quando foi convocado para enfrentar a Irlanda e entrou no segundo tempo. Mostrou que pode atuar como centroavante, servindo de pivô para os meio-campistas, e tem a versatilidade necessária para jogar com velocidade pelos lados do campo. Poderia beliscar a vaga de Adriano, que vive problemas pessoais.

Ronaldinho Gaúcho (Milan-ITA)
Depois de um grande clamor em torno de seu nome no início do ano por causa de grandes atuações e gols no Campeonato Italiano, perdeu espaço. Em parte, os culpados por isso são os “Meninos da Vila”. Mesmo assim, ainda briga por vaga por ter condições de atuar no ataque e no meio-campo. Ganhou força com a recente declaração de Pelé, que conversou com Dunga e disse que o jogador do Milan estaria à frente de Neymar na briga por vaga na seleção.

ELES ESTÃO CORRENDO POR FORA

Neymar (Santos)
O futebol apresentado por ele é indiscutível. É o principal goleador do futebol brasileiro, levou o Santos ao título de campeão paulista e já ganhou clamor nacional por sua convocação. Mas tem como aspecto negativo a pouca idade e a inexperiência no futebol internacional. Para complicar, joga em uma posição que parece já preenchida com Robinho e Nilmar. Caso Dunga precise de nova opção de velocidade pelos lados do campo, já demonstrou que o favorito para a vaga é

Diego Tardelli (Atlético-MG)
Está repetindo o bom momento que viveu no ano passado. Na época, foi convocado ao virar o principal goleador do futebol brasileiro, mas não emplacou. Ficou esquecido, mas, agora, voltou a seri o Tardelli de 2009. Foi decisivo na fase final do Campeonato Mineiro e no primeiro jogo contra o Santos nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Tem bastante versatilidade, mas peca pelo vigor físico, uma característica essencial para Dunga eleger seu atacante reserva.

Lucas (Liverpool-ING)
Despontou para o futebol como uma das grandes promessas para o meio-de-campo. Na Europa, foi reserva até a temporada passada, pois tinha jogadores como Mascherano e Xabi Alonso como concorrentes. Agora, é titular da equipe inglesa e fez boas atuações neste ano. Não tem a preferência de Dunga, mas pode ser a escolha, se ele não apostar mais no futebol de Kleberson, que vem ocupando a reserva do Flamengo. O problema é que Lucas fracassou nas Olimpíadas de Pequim, em 2008.

E se Adriano for cortado? Quem vai ser o substituto?

17, março, 2010 20 comentários

Adriano vem se envolvendo em diversas confusões na favela, assumiu que bebe uma ou outra cervejinha e viu seu próprio time dizer que precisava de tratamento contra o álcool. Dunga já declarou que prefere não repetir o erro de 2006, quando a festa tomou conta da concentração da seleção brasileira.

Tudo indica que se o Imperador continuar assim, ele deve perder a sua vaga entre os convocados para Copa do Mundo. Por isso, o Abril.com elegeu alguns dos possíveis substitutos para Adriano na seleção brasileira.

Justamente pelo mesmos problemas, se envolver em confusões na favela e, recentemente, ter vídeos que circularam na internet com orgias e bebidas, Vagner Love, artilheiro do Estadual do Rio, foi excluído da lista. que considera só aqueles que não vem sido convocado pelo professor do time mais desejado do país.

Fred – O atacante vive uma fase muito boa no Fluminense. Depois de voltar a andar a passos lentos no início de temporada, o jogador, que tem uma boa experiência internacional e até uma chance na Copa do Mundo, andou até fazendo golaços de vôleio e voltou a ser apontado como um dos melhores em atividade no Brasil.

Foto: Photocamera

Grafite – O jogador do Wolfsburg ganhou recentemente uma chance com Dunga, no amistoso contra a Irlanda. Ele não decepcionou, participou de uma triangulação com Robinho e Kaká que acabou em gol, e fez uma ótima temporada no Campeonato Alemão em 2009/2010.

Foto: Getty Images

Alexandre Pato – Ele é uma jovem aposta desde quando surgiu no Internacional. Não é o jogador que faz brilhar os olhos todas as vezes que entra em campo pelo Milan, mas também não decepciona. Velocidade e vontade sempre estão em campo quando o atacante está em campo.

Foto: Getty Images

Diego Tardelli – Sofreu uma contusão e mostrou ao Atlético-MG como faz falta por estar fora. O atacante do time mineiro fez um excelente Campeonato Brasileiro em 2009 e tem ganhado algumas chances com Dunga. Se conseguir exibir um futebol parecido com do ano passado, vira forte candidato.

Foto: Gazeta Press

Ronaldinho – Não exerce a mesma função que Adriano. Não tem a força da parede que o Imperador poderia fazer como paredão, mas tem o futebol que muitos pedem na seleção brasileira. Habilidade e experiência não faltam ao ex-Barcelona e Grêmio. Sem contar que a seleção pode enfrentar carência no meio com uma possível saída de Kaká.

Foto: Getty Images

Neymar – Quem será que não pensa em levar Neymar? Uns acusam a falta de experiência como fator que derruba a “candidatura” do santista, mas o futebol de jovem e malandro que ele vem apresentando encanta todo mundo. O ex-camisa 7 pode entortar adversários em um lance e dar a vitória para o time que defende em um passo.

Foto: Gazeta Press

Ronaldo – O atacante corintiano não apresenta um grande futebol. Mas até parece que é dessas situações que ele mais gosta. Quando ninguém aposta, ele aparece e acaba com todas as dúvidas de que é um dos maiores de todos os tempos. Não a toa, é o artilheiro da história de todas as Copas do Mundo.

Foto: Gazeta Press

Teixeira a Adriano: ‘cerveja é normal; não pode beber o engradado’

11, março, 2010 1 comentário


Beber repositor de energias pode, Adriano – Foto: Vipcomm

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, se irritou com a situação vivida por Adriano nesses últimos dias. Durante entrevistas no workshop de marketing da Copa de 2014, o dirigente respondeu de maneira ríspida sobre sua preocupação com o flamenguista.

“Beber uma cervejinha não tem problema. O que não pode é beber o engradado” disse Teixeira, que completou em seguida que para ir à África do Sul na Copa deste ano precisa ter o “espírito da seleção”.

“Eu já disse e repito se for preciso. Aquela fase de festas e pessoas chegando às quatro da manhã acabou”. 

A resposta também serviu para rebater as declarações do médico do Flamengo e também da seleção brasileira, José Luís Runco, que disse que era melhor acabar com o futebol se a mídia fosse se preocupar com cada jogador que bebe uma cervejinha. 

Ricardo Teixeira parece firme no propósito de evitar que a seleção brasileira vire uma festa na preparação para o Mundial deste ano. A tragédia de 2006, quando o time era considerado um dos melhores do mundo no papel, não deve se repetir se o mandatário conseguir controlar tudo. E isso, claro, com a ajuda de Dunga. 

Parreira vê Adriano longe da Copa do Mundo

10, março, 2010 Sem comentários


(Foto: Vipcomm)

A seleção da África do Sul fez, nesta quarta-feira, uma intensa sessão de treinos no gramado da Granja Comary, casa normalmente habitada pelos craques do Brasil, mas escolhida por Carlos Alberto Parreira para abrigar os Bafana Bafana durante uma pré-temporada de trabalhos no país.

Depois de comandar as atividades, o treinador enumerou as vantagens de treinar no Brasil. “Aqui é o berço do futebol mundial e isso tem de servir de motivação para o nosso time. O futebol sul-africano não tem um estilo definido, mas parece muito com o brasileiro. Quero vê-los colocando a bola no chão e jogando com habilidade como os brasileiros”, pediu.

Além de exaltar o lado positivo de trabalhar em território tupiniquim, o técnico da anfitriã do próximo Mundial não deixou de dar sua opinião sobre os recentes fatos envolvendo o atacante Adriano, do Flamengo. E apostou que o ‘Imperador’ está cavando sua própria ausência na Copa.

“Lamento o que está acontecendo com ele, pois o Adriano é um jogador que faz a diferença dentro de campo, mas que precisa acertar sua vida fora dele. Se acertar, o Dunga pode contar com ele para decidir jogos. Mas desse jeito, está caminhando para uma não-convocação”, apostou.

Adriano à parte, Parreira focou seu discurso na preparação sul-africana, que enfrentará vários desafios em território brasileiro – Fluminense, Volta Redonda, Cruzeiro, Botafogo e os resevas de Santos e Palmeiras -, a partir do dia 13. E se mostrou ciente da pressão que enfrentará por ser o anfitrião da principal competição do mundo entre seleções.

“Dirigir o dono da casa só aumenta a pressão. A cobrança lá na África do Sul é tão grande quanto aqui no Brasil. O torcedor não quer saber se o time está bem no ranking da Fifa, se tem os melhores jogadores. Eles querem a taça. Respondo que também quero”, concluiu. (Fonte: Gazeta Press)

Adriano e Ramires treinam entre os titulares do Brasil

1, março, 2010 3 comentários


(Robinho é confirmado entre os titulares – foto: Reuters)

O técnico Dunga resolveu não inventar e mexeu pouco na estrutura que costuma utilizar na seleção brasileira no treino da tarde desta segunda-feira no Emirates Stadium, casa do Arsenal, único antes do amistoso contra a Irlanda, às 17h05 (de Brasília) de terça-feira.

O escolhido para ocupar a vaga de Luis Fabiano, desconvocado após se lesionar no Sevilla, não foi Grafite, convocado às pressas para compor o grupo, e sim Adriano, o ‘Imperador’ flamenguista, que vive fase inspirada na Gávea ao lado de Vagner Love.


Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Acompanhe o noticiário de Esportes pelo Twitter

E MAIS: FOTOS DO TREINO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

No meio-campo, Elano, apesar de recuperado das dores no tornozelo que acusou ao chegar em Londres, treinou entre os reservas, com Ramires, do Benfica, formando o setor ao lado de Gilberto Silva, Felipe Melo e Kaká.

A coerência também marcou a escolha pelo lateral esquerdo, com Michel Bastos, do Lyon, presente nas últimas convocações, assumindo a camisa 6 e deixando o cruzeirense Gilberto, de volta após um ano sem ser chamado, na reserva.

A última novidade da equipe ficou foi vista no miolo da zaga, com Juan, recuperado de uma série de lesões na Roma, reassumindo seu posto ao lado do velho parceiro Lúcio. “Os médicos descobriram que meus problemas musculares eram causados por um problema antigo no tornozelo. Eu estava correndo errado”, explicou, à Jovem Pan.

O time que trabalhou nesta segunda e deve iniciar o amistoso é o seguinte: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Ramires e Kaká; Robinho e Adriano. (Fonte: Gazeta Press)