Página Inicial > Uncategorized > Brasil vence Chile e se classifica para pegar a Holanda nas quartas

Brasil vence Chile e se classifica para pegar a Holanda nas quartas

O Brasil venceu o Chile por 3 a 0, fez aquele que foi o seu melhor jogo da Copa do Mundo e garantiu a vaga nas quartas de final contra a Holanda. Com gols de Juan, Luís Fabiano e Robinho, o time de Dunga mostrou um futebol rápido, envolvente e o mais importante, eficiente.

A vitória mantém a freguesia do Chile em relação ao Brasil: são cinco jogos na Era Dunga em que o Brasil venceu o Chile, com 23 gols marcados. Além disso, coloca o time pentacampeão para fazer o quarto confronto com a Holanda em uma Copa do Mundo. Em 1994 e 1998, eliminou os europeus nas quartas de final. Perdeu só em 1974 na segunda fase.

A notícia ruim fica por conta da suspensão de Ramires. O meio campo mostrou um futebol rápido e melhorou bastante a qualidade do setor que teve muita dificuldade contra Portugal. Pelo ótimo rendimento, poderia até ganhar a vaga de Felipe Melo para a próxima fase. Lúcio, para variar, manteve o excelente futebol e foi outro ponto positivo no time de Dunga. Kaká também mostrou que está recuperando as suas qualidades após a lesão. Agora é mostrar o bom futebol na sexta-feira, às 11h, contra a Holanda.

A partida

O jogo começou muito corrido. O Chile ameaçou partir para o ataque e tentou criar algumas jogadas ofensivas, mas sempre sem sucesso. Suazo fazia diversas vezes o pivô, mas parava sempre na marcação ou de Juan ou de Lúcio. A reposta brasileiro foi aos 4 minutos. Em uma jogada de contra-ataque, Luís Fabiano recebeu sozinho, carregou a bola e chutou à direita de Bravo.

Aos 8 minutos, Gilberto Silva voltou a levar perigo. Desta vez, chutou de fora da área e viu Bravo voando para espalmar a bola. Kaká teve uma tentativa semelhante, mas a bola foi parar nas placas de publicidade. E assim foi durante o primeiro tempo inteiro. Júlio César não tocava na bola, e o Brasil dominava a partida. Parecia questão de tempo para o time de Dunga abrir o placar.

Aos 34 minutos, o prêmio acabou vindo de uma joada de escanteio. Juan subiu mais alto que todo mundo, inclusive que Lúcio e Luís Fabiano, que também estavam na jogada, e testou firme para o fundo das redes de Bravo. Acabava sendo o gol mais do que justo pelo o que era produzido em campo. E como falam os torcedores: cabia mais.

Aos 37 minutos, Luís Fabiano resolveu balançar as redes chilenas. Ele recebeu excelente passe de Kaká e saiu cara a cara com Bravo. Ele ainda teve calma para driblar o goleiro chileno e concretizar o seu terceiro gol na competição. Mais um belo gol do atacante do Sevilla na Copa do Mundo.

No segundo tempo, Marcelo Bielsa resolveu melhorar o poder ofensivo de seu time colocando Valdivia no lugar de González. Além disso, tirou o zagueiro Contreras e colocou o volante Tello. Era uma tentativa de equilibrar a partida.

O ex-palmeirense melhorou a criatividade da “Roja”, mas era pouco. Ramires saiu do meio-campo e passou por três adversários. Na entrada da área, deu a bola para Robinho que, com classe daqueles que sabem o que fazem com a bola, colocou à esquerda de Bravo, que nada pudia fazer. Era o carimbo no passaporte para as quartas de final da Copa do Mundo de 2010. Brasil 3 x 0 Chile.

O Brasil resolveu apenas administrar a partida, mas acabou perdendo um de seus melhores jogadores para a próxima partida. Ramires, em falta boba, tomou o seu segundo cartão amarelo e não poderá enfrentar a Holanda. Pouco tempo depois, Robinho ainda teve a chance de aumentar o placar, mas viu Bravo desviar a bola para escanteio. O Chile bem que tentou também com chutes de Millar e Sanchez, mas todos pararam em Júlio César.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 0 CHILE

Local: Ellis Park, em Johanesburgo (África do Sul)
Data: 28 de junho de 2010, segunda-feira
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (da Inglaterra)
Assistentes: Darren Cann e Michael Mullarkey (Ambos da Inglaterra)

Gols: Juan, aos 34 min do 1º T, e Luís Fabiano, aos 37 min do 1º T, Robinho aos 14 min do 2º T (BRA)
Cartões: Kaká e Ramires (BRA); Vidal, Millar e Fuentes (CHI)

BRASIL: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Ramires, Daniel Alves e Kaká (Kléberson); Robinho (Gilberto) e Luís Fabiano (Nilmar)
Técnico: Dunga

CHILE: Bravo; Isla (Millar), Contreras (Tello), Fuentes, Jara e Vidal; Carmona e Mark González (Valdivia); Alexis Sanchez, Beausejour e Suazo
Técnico: Marcelo Bielsa

Categorias: Uncategorized Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.
Você deve estar autenticado para enviar um coment´rio.